Livro Verdades E Mentiras – Ética E Democracia No Brasil

Tempo de leitura: 4 minutos

O livro Verdades e mentiras foi escrito por Mario Sergio Cortella (do qual já falei aqui no blog), Gilberto Dimenstein, Leandro Karnal e Luiz Felipe Pondé.

Filósofo, palestrante, educador, jornalista, historiador, escritor e professor universitário. Esses são os ramos de atuação dos escritores do livro.

O livro expõe vários lados da democracia no Brasil, tendo os quatro autores pontos de vista diferentes sobre esse tema. O que é algo muito saudável levando em consideração a delicadeza e importância do assunto.

“Se alguém diz a verdade o tempo todo, é uma pessoa insuportável, desumana, que não é capaz de compor, de fazer acordos no cotidiano” Luiz Felipe Pondé

Acho muito interessante a forma como foram trazidos os temas, levando em conta a história da democracia no Brasil e em outros países.

A ética foi trazida à tona e explorada pelos autores com conceitos diferentes.

A discussão entre eles torna a leitura empolgante. Por várias vezes eles divergem nos temas propostos.

Um dos questionamentos de Dimenstein sobre ética, política e economia me chamou bastante a atenção, ele é o seguinte:

“Mas, na política, se um governo está numa situação de economia crescente, de emprego, expansão, crédito, será que a ética, como é percebida pelos cidadãos, é um termo importante?” Dimenstein

O que ele quer dizer é se reclamaríamos tanto de corrupção e tudo o que está sendo discutido atualmente se não estivéssemos em crise, tanto econômica quanto política?

Em certo momento do livro Verdades e mentiras, os autores discutem ética do ponto de vista empresarial. Comparam a evasão fiscal e a elisão fiscal. Elisão fiscal essa que é muito tratada no livro Pai Rico Pai Pobre, que significa verificar onde se pode pagar menos impostos. Algo que é legal, ao contrário de evasão fiscal, que é crime.

O livro cai bem nos dias de hoje. Já que a população começa a participar mais da vida política de nosso país. Pena que muitas vezes isso se traduz em intolerância e violência.

Os autores discutem também que, o povo, de certa forma, sempre necessita de um “Messias” político, que vai nos salvar, resolvendo todos os problemas. Isso geralmente acontece durante uma crise. Ou precede uma.

Outro ponto muito interessante foi levantar a questão da votação do Impeachment da ex-presidente Dilma Roussef. Mais especificamente a falta de educação, a falta de vocabulário e o quanto os deputados falam errado. Mas uma frase resume bem isso:

“O Brasil olhou a própria cara.” Dimenstein

E isso também toca em outra hipocrisia do brasileiro. Muitos quando criticam os políticos corruptos, o fazem sendo também corruptos. Karnal fala algo sobre isso:

“Seria bom acreditar que o sistema político é podre e a nação é ética” Karnal

Para se ter ideia de quão amplo fica o debate dentro do campo da política, os autores começam a debater sobre religião dentro dela.

Falando sobre hipocrisia e a cidadania mi-mi-mi um dos autores solta a seguinte frase:

“Há queixas o tempo todo, mas ninguém faz nada. A pessoa espera que o presidente, o prefeito, o vereador resolvam alguma coisa, mas ela mesma joga papel no chão” Dimenstein

É a primeira vez que leio livros desses autores, a não ser do Cortella. E é claro que eles tem opiniões que muitas vezes divergem da minha. Porém a forma como o livro é estruturado, em forma de debate, deixa tudo mais claro, já que a capacidade argumentativa desses quatro autores é sensacional.

Capítulos do livro Verdades e mentiras – Ética e democracia no brasil

  1. A mentira como conduta ética?
  2. A democracia que temos
  3. Ética e relatividade
  4. Intolerância na democracia
  5. “Um homem, u voto”
  6. Cidadania mi-mi-mi
  7. Incoerências da democracia brasileira
  8. Populismo e partilha democrática
  9. Razões para otim

Ficha técnica do livro Verdades e mentiras – Ética e democracia no Brasil

Capa do livro Verdades e mentiras

Título: Verdades e mentiras – Ética e democracia no Brasil
Autor: Mario Sergio Cortella, Gilberto Dimenstein, Leandro Karnal, Luiz Felipe Pondé
Número de páginas: 128
Link para compra (link afiliado)

5/5 (1 votos)

O que você acha deste livro?