Livro Scrum – Jeff Sutherland, co-criador do Scrum

Tempo de leitura: 3 minutos

O livro Scrum foi escrito por Jeff Sutherland.

Jeff criou o Scrum em meados de 1993, junto com Ken Schwaber, para ser uma forma mais rápida, eficaz e confiável de criar softwares.

Porém hoje em dia o Scrum já é usado para inúmeras aplicações no mundo inteiro.

Seus usos vão desde ensinar alunos na Holanda, promover ações sociais em Uganda até reformular a constituição de um país.

O Scrum é uma metodologia ágil para a gestão de projetos e segue o caminho oposto ao da metodologia em cascata.

No método em cascata tudo deve ser definido no início e imutável ao longo do projeto.

O que isso causa?

Requisitos inesperados vindos do cliente aumentam o valor e prazos do produto.

O mercado em si pode mudar e o produto da forma imaginada inicialmente não servir mais para nada.

Qualquer tentativa de restringir o empreendimento humano de qualquer natureza a diagramas coloridos é bobagem e está fadada ao fracasso. Não é dessa maneira que as pessoas trabalham e não é dessa forma que os projetos avançam. Não é como as ideias florescem ou como as coisas excepcionais são feitas.

Já no Scrum mudanças são muito bem vindas. Os processos são baseados em entregas incrementais de valor.

Com isso você sabe se aquilo realmente tem valor para o cliente.

Inclua no seu método de trabalho a possibilidade da mudança, descoberta e inovação.

Um dos principais princípios do Scrum é entregar aquilo que tem mais valor para o cliente mais cedo.

Se você investe muito valor em coisas que não estão entregando valor, não terá recursos para fazer outras coisas.

Os 6 princípios mais importantes do Scrum são:

  1. Empirismo
  2. Auto-organização
  3. Colaboração
  4. Priorização baseada em valor
  5. Time-boxing
  6. Iterativo-incremental

Não vou me deter a explicar cada um dos princípios, pois este não é o objetivo da resenha. E dando uma busca no Google você acha fácil.

O livro Scrum trás uma ideologia muito interessante, onde não se procuram indivíduos culpados, mas sim sistemas falhos.

Procurar culpados é burrice. Não procure pessoas ruins; procure sistemas ruins – aqueles que incentivam mau comportamento e premiam desempenhos medíocres.

Por isso ele pode ser usado para qualquer projeto e em qualquer esfera da sociedade.

Então se você quer aprender ou aperfeiçoar o uso do Scrum, a leitura do livro é muito útil.

Quanto tempo da sua vida é desperdiçado em um trabalho que tanto você quanto seu chefe sabem que não cria nenhum valor? É como se você estivesse cavando buracos para tapá-los em seguida, se você for considerar todo o impacto que está causando.

Capítulos do livro Scrum – A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo

  • Capítulo 1 – A maneira como o mundo funciona está quebrada
  • Capítulo 2 – As origens do Scrum
  • Capítulo 3 – Equipes
  • Capítulo 4 – Tempo
  • Capítulo 5 – O desperdício é um crime
  • Capítulo 6 – Planeje a realidade, não a fantasia
  • Capítulo 7 – Felicidade
  • Capítulo 8 – Prioridades
  • Capítulo 9 – Mude o mundo

Ficha técnica do livro Scrum – A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo

Capa do livro Scrum

Título: Scrum – A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo
Autor: Jeff Sutherland
Número de páginas: 240
Link para compra (link afiliado)

4/5 (1 votos)

O que você acha deste livro?